Curso de Teleconsultores

O Núcleo Telessaúde MT realizou no mês de julho de 2015 um Curso de Formação para Teleconsultores em Telessaúde para a Atenção Primária à Saúde na modalidade EaD, com formação de 65 novos teleconsultores, que somados aos já existentes, totalizam uma equipe com 72 profissionais das áreas de medicina, enfermagem, odontologia, fisioterapia, psicologia, biologia, serviço social, fonoaudiologia, nutrição, farmácia e tecnologia da informação.

As teleconsultorias para  a Atenção Primária à Saúde são de apoio na perspectiva da educação permanente, tendo como objetivo ampliar a autonomia e a capacidade resolutiva de quem as solicita. São baseadas na melhor evidência científica disponível, adaptada para as realidades locais e seguindo os princípios do Sistema Único de Saúde.

Todos os profissionais que atuam nas Unidades Básicas de Saúde do estado podem solicitar teleconsultorias, contando assim com uma equipe preparada para responder às dúvidas relacionadas à prática clínica e aos processos de trabalho. A equipe de teleconsultores é formada por profissionais da Secretaria de Estado de Saúde e por profissionais e professores do Hospital Universitário Júlio Müller (HUJM), todos com larga experiência em atenção à saúde e altamente quailificados.

A nova turma de teleconsultores atende à toda demanda dos municípios, principalmente com a intensificação do trabalho de campo que divulga e capacita os profissionais a utilizarem o Telessaúde, e que tem resultado em um aumento gradativo do número de solicitações.

O coordenador do Núcleo Técnico Científico do Telessaúde e Gerente de Ensino e Pesquisa do HUJM, Cor Jesus Fernandes Fontes, destaca que, do ponto de vista da saúde pública, a importância da Teleconsultoria é inquestionável. “Se você falar com um Secretário de Saúde de um município do interior, ele é capaz de entender a relevância. O alcance é grande, capaz de evitar que pacientes se desloquem desnecessariamente para Cuiabá ao disponibilizar a Teleconsultoria e o Telediagnóstico à distância, ampliando sua expertise”, frisa o coordenador. O professor alerta que a Teleconsultoria é diferente da Teleconsulta. Esta última não é permitida por lei no Brasil. Com a teleconsultoria o profissional teleconsultor pode orientar outros colegas e otimizar o recurso com a resolução do problema na Atenção Primária.